Posts

5 passos para mobilizar obras em curto prazo

Mobilizar obras, profissionais, materiais e equipamentos é um grande desafio, principalmente quando o prazo de execução é curto e quando se envolve um grande projeto. O Grupo Rio Verde tem esse know how e pôde comprová-lo em vários casos recentes, realizados em regiões distintas do país.

Neste artigo, as experiências adquiridas durante mais de 35 anos de atuação da construtora foram condensadas em cinco tópicos, que resumem como é possível recrutar, treinar e integrar equipes, assim como provisionar materiais e equipamentos de forma eficiente para que as obras comecem e terminem com qualidade, segurança e no prazo contratual.

1 – Know How: o Grupo Rio Verde tem 35 anos de experiência em construção civil, tendo realizado projetos industriais, imobiliários e comerciais em vários estados do Brasil. Muitas empresas e profissionais conheceram a qualidade das obras executadas e atestaram de perto os desafios vencidos. Essa reputação, junto a um trabalho de prospecção proativa, ajuda a empresa a vencer concorrências, garantindo uma rotatividade de projetos que a permitem manter quadro de profissionais competentes, cadeia de fornecedores, materiais e equipamentos necessários para mobilizar uma obra de forma rápida, segura e eficiente.

2 – Planejamento Estratégico: A mobilização da obra começa na matriz do Grupo Rio Verde, em Campinas (SP), com o alinhamento entre os líderes das principais áreas de atendimento, como suprimentos, recursos humanos e segurança do trabalho. Juntos, eles identificam o quantitativo e os perfis dos profissionais mais adequados para a obra em questão. O gerente de obras é envolvido no processo na sequência e coordena o levantamento minucioso de tudo o que a obra precisará semanas antes do start oficial da construção.

3 – Capital Humano diferenciado: o Grupo Rio Verde mantém um quadro de profissionais-chave, especializados nas áreas denominadas como oficiais. É o caso de pedreiros, carpinteiros e soldadores. Além de especialistas, eles são flexíveis, a ponto de poderem ser deslocados para uma nova obra, em qualquer região do país, em poucos dias. Há ainda uma equipe de recrutamento atenta, que identifica rapidamente os cadastros de trabalhadores com os perfis desejados e os recruta.

4 – Cadeia de suprimentos organizada: Antes mesmo de começar a obra, os profissionais da construtora estabelecem negociações e pré-contratos com fornecedores locais de insumos como aço e concreto. Também são identificados pontos de apoio, como escritórios que podem ser mobilizados antes da construção do canteiro de obras definitivo. Em uma obra recente, o Grupo Rio Verde locou um coworking, por exemplo, e dele operacionalizou todo o departamento administrativo, além de realizar treinamentos e integrações de equipes até que o canteiro de obras definitiva ficasse pronto.

5 – Parcerias estratégicas: além de mão de obra e materiais, a construção precisa de equipamentos de qualidade. É por isso que o Grupo Rio Verde mantém uma gama de parceiros estratégicos, capazes de atender às demandas impostas de forma rápida e segura. A seleção criteriosa dos desses parceiros é primordial para que se tenha confiança de que a missão será cumprida. O Grupo Rio Verde fez a lição de casa e mantém parcerias de alta qualidade. A prova disso são os rentals (locadores de equipamentos), que atendem as demandas da empresa de Norte a Sul do Brasil. Pelo perfil regional, os rentals têm capacidade de suprir demandas mais rapidamente do que se a construtora mantiver equipamentos em pátio próprio e enviá-los para locais distantes a cada início (mobilização) e término (desmobilização) de uma obra.