SUSTENTABILIDADE NAS OBRAS

Gestão de Resíduos no Canteiro de Obras

A Rio Verde investe na redução do desperdício em perdas e reparos, para que o menor volume possível de resíduo seja gerado. Cada obra segue um plano de gerenciamento de resíduos para assegurar que a construção do empreendimento ocorra de forma menos impactante ao meio ambiente, através de ações de economia, conscientização, reuso, reciclagem, qualificação dos destinos e monitoramento da destinação dos resíduos.

Confira um infográfico sobre a gestão de resíduos nas obras da RV:

#

Reuso de água em lava rodas

Após as chuvas, as áreas com solos expostos no canteiro de obras sofrem alterações. A terra se transforma em lama e a grande movimentação de máquinas e caminhões transporta este material para diversos pontos, inclusive, para o entorno da obra.

Para minimizar os incômodos, a Rio Verde adota em seus canteiros um dispositivo conhecido como Lava Rodas, que é um ponto dotado de piso concretado e tratamento de efluentes, por meio de caixa separadora de areia e óleo. O sistema conta com um reservatório de reuso que aproveita a água após o tratamento. Com isso, há um ciclo fechado, no qual se utiliza uma quantidade reduzida de água potável ou água de reuso, proveniente de outros sistemas, para complementar as perdas.

Em uma obra com três torres, por exemplo, circulam em média 20 caminhões por dia, que utilizam um volume de aproximadamente 4.000 litros de água de reuso para a limpeza dos pneus.

Aquecedor Solar

Os chuveiros são grandes vilões quando o assunto é economia, tanto de água quanto de energia elétrica e podemos sentir o peso no bolso. A falta de conscientização agrava a situação pois os banhos prolongados e sem necessidade, fazem com que a conta de água e luz aumente consideravelmente, sem falar da perda ambiental que temos.

Em algumas obras da Rio Verde é realizado o aquecimento solar de água para abastecer os chuveiros do vestiário dos colaboradores. São aproximadamente 20 chuveiros com água aquecida pelo sistema, que atende tranquilamente até 200 banhos/dia. Estamos falando de mais de até 6.000.000 de litros de água aquecida durante o período de obra se todos os colaboradores tomarem banho todos os dias na obra.

Sistema de água do ar condicionado

O aparelho de ar condicionado, por incrível que pareça é uma solução para economia de água. O ar condicionado esfria o ambiente através da passagem do ar por um elemento mais frio (evaporador). Ao encontrar uma superfície fria, a agua presente no ar se condensa, se transforma em gota e sai pelo dreno do aparelho.

Estima-se que um aparelho de ar de 12 mil BTU elimina 300ml de água por hora. Logo, se o ar condicionado ficar ligado das 7h às 19h o volume será de 3,6 litros.

Atualmente todas as obras da Rio Verde utilizam água proveniente de ar condicionado para limpeza de pisos, vidros e rega de jardim. Esta água não precisa passar por tratamento para estes usos e é imprópria para usos potáveis.

O interessante disso tudo é que usamos o aparelho de ar condicionado justamente nos períodos que mais consumimos e precisamos de água, no verão.

Áreas verdes em telhados

As plantas, quando estão sobre ambientes fechados, podem reduzir o consumo de energia em aparelhos de ar condicionado, pois sua camada vegetal protege o ambiente do calor, mantendo ele fresco durante o dia todo. Durante o período de obras, o empreendimento Maison D’Art implantou o telhado verde sobre a cobertura de uma área de espera. Foi necessário estruturar o telhado, porém não foi preciso investir muito, pois as madeiras foram de reuso. As bandejas, utilizadas para o plantio das mudas, também foram provenientes de materiais utilizados na confecção da estrutura das torres. Portanto, o único investimento realizado foi o da aquisição das mudas, um valor simbólico perto das vantagens oferecidas pelo sistema.

2018 © Rio Verde | Todos os Direitos Reservados