4 principais custos para comprar um imóvel que você deve saber

4 principais custos para comprar um imóvel que você deve saber

Todo mundo sabe que mudar de casa é um momento que pode dar muito trabalho, mesmo que você esteja indo realizar suas expectativas e as demandas da sua família. Dentro desse contexto, conhecer os principais custos ao comprar um imóvel é essencial para se planejar com antecedência.

Com muitas atribulações e coisas para se pensar, descobrir que existe uma despesa ou algum gasto significativo que você ainda não tinha levado em consideração pode minar o seu orçamento e fazer com que você tenha um tremendo prejuízo. Confira o conteúdo a seguir e evite que isso aconteça com você!

1. ITBI

O ITBI é a sigla para Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis e é uma taxa cobrada quando alguém transfere uma unidade imobiliária para o nome de outra pessoa. Esse tributo é cobrado pelas prefeituras sempre que alguém compra uma propriedade, e a alíquota pode variar de acordo com cada cidade.

O cálculo geralmente é feito pelo valor de transação, de acordo com a lei municipal e, embora não haja uma regra definida, geralmente quem paga essa despesa é o comprador, depois que o negócio é fechado. Em linhas gerais, esse imposto costuma variar entre 2% a 4% do preço do imóvel.

2. Registro de imóvel

O registro de imóvel é um documento que é emitido pelo Cartório de Registro de Imóveis e tem, como objetivo principal, a comprovação legal de quem é, efetivamente, o proprietário da casa ou do apartamento em questão. Apenas a partir dele a transferência de propriedade passa realmente para o novo titular, que se torna o responsável legal por ele e pelas taxas e impostos

O seu valor é variável e vem da somatória de diversos tributos menores, que mudam de acordo com o estado no qual a propriedade está inserida. Geralmente, ele fica entre 2% e 3% do valor provável para fins fiscais da unidade.

3. Escritura pública

A escritura pública é o documento que comprova o acordo ou o ato jurídico firmado entre o vendedor e o comprador, como valor do imóvel e forma de pagamento, na presença de duas testemunhas. Em um financiamento, por exemplo, o próprio contrato com o banco já vale como uma escritura.

Os seus valores são tabelados e variam de acordo com o Cartório Tabelionato de Notas de cada local. Esse documento é exigido por lei para transações imobiliárias e é essencial para legitimar essa compra.

4. Gastos com a mudança

Muita gente não pensa nessa despesa, mas o valor pago com a mudança pode ser bastante elevado, especialmente se você possuir muita mobília ou investir em diversos objetos de decoração. Lembre-se que, para levar os seus eletrodomésticos e todos os seus pertences ao novo imóvel, você depende de uma empresa especializada.

Além do transporte, também existem custos com a desmontagem e montagem dos móveis e do empacotamento. Para minimizar o custo ao comprar um imóvel, você e seus parentes ou amigos podem ajudar no processo usando caixas de papelão pegas em supermercados para embrulhar alguns itens por conta própria.

Essas são algumas dicas sobre os principais gastos ao trocar ou adquirir uma edificação que você deve saber! Gostou de conferir esse texto a respeito dos custos ao comprar um imóvel? Então confira também nosso artigo com dicas para negociar a compra de uma propriedade!

Participe da discussão