Financiamento bancário: as 10 principais dúvidas.

Financiamento bancário: as 10 principais dúvidas.

Quais são as suas principais dúvidas sobre o financiamento bancário?

Fizemos um especial com as 10 principais dúvidas sobre o assunto para esclarecer, de uma vez por todas, suas incertezas sobre o financiamento imobiliário.  

A burocracia é, de fato, grande. Mas com conhecimento, você percebe que o sonho da casa própria está mais perto do que você imagina.

Esclareça as principais dúvidas sobre financiamento bancário.

1 Quem pode comprar um imóvel financiado pelo banco?

Não são todas as pessoas que podem comprar um imóvel financiado pelo banco. Há alguns critérios e exigências das instituições financeiras que devem ser preenchidos.

Por exemplo, a comprovação de renda, um dos fatores decisivos para quem deseja financiar um imóvel pelo banco.   

2 E quais são estes requisitos e exigências?

Além da comprovação de renda, ter o nome limpo na praça. Estas são as principais exigências para quem deseja fazer um financiamento imobiliário pelo banco.

3 É verdade que o banco pesquisa a minha vida?

Essa é uma das principais dúvidas sobre financiamento bancário. E a resposta é sim, é verdade. Para poder dar créditos financeiros, o banco procura saber sobre a sua vida financeira, sobretudo, sobre a sua capacidade de pagamento, seu histórico como pagador – se é bom ou ruim pagador –, se há outros financiamentos, por quanto tempo e quanto isso compromete a sua renda e, claro, se você tem dívidas ou pendências financeiras ativas.   

Desta forma, é concluído suas reais condições de honrar com o compromisso. E esta análise que definirá também  seu limite de crédito.  

4 Profissionais autônomos e sem renda formal conseguem um financiamento bancário?   

Sim. Existem outras formas de comprovar renda além do contracheque, também conhecido como holerite. Isso varia de acordo com a instituição financeira. De um modo geral, a Declaração do Imposto sobre a Renda e os extratos de movimentação bancárias servem como documentos de comprovação de renda.

5 Consigo financiar 100% do valor do imóvel?

Essa é uma das principais dúvidas sobre financiamento bancário e a resposta é não. Os bancos frequentemente exigem, no mínimo, algo em torno de 20% do valor do imóvel como entrada. Esse percentual varia de banco para banco.   

6 Não quero pagar nada além das parcelas. Sou obrigado a pagar pelos seguros embutidos no financiamento?

Alguns seguros são sim obrigatórios, como os seguros de morte e invalidez e de danos físicos aos imóveis.

São eles que cobrem as despesas em caso de morte de um dos compradores e também dos possíveis danos que ocorram ao imóvel durante o período de financiamento.

No mais, antes de assinar o contrato, verifique os demais seguros embutidos no financiamento e das possibilidades de abrir mão deles.

7 Quando tenho que começar a pagar as prestações depois do financiamento aprovado?

Em 30 dias após a assinatura do contrato. Este é o prazo que os bancos dão para começar a pagar o imóvel. O pagamento pode ser em débito automático ou via boletos.

8 Tenho saldo no FGTS, posso utilizá-lo para dar como entrada no valor do financiamento?

O uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) está entre as principais dúvidas sobre financiamento imobiliário. Na modalidade Sistema Financeiro de Habitação, sim, o FGTS pode ser utilizado como entrada e na amortização do saldo devedor. Exceto, se houver alguma parcela atrasada. É necessário estar em dia com o financiamento. No caso da amortização da dívida, o FGTS pode ser utilizado a cada 2 anos.

9 O que é melhor: Tabela Price ou SAC?

Esta é uma decisão muito particular. Cada comprador tem um perfil e para cada perfil existe uma linha de crédito melhor.   

Na Tabela Price, os juros são maiores e o valor das parcelas tende a aumentar, são crescentes.  

Pelo SAC, a mais praticada, os juros são menores e as prestações vão ficando mais baratas, mas a primeira parcela é maior.

10 Qual o valor ideal para dar de entrada?

Quanto maior o valor da entrada, menor o saldo devedor. Por isso, vale a pena se organizar para dar uma entrada maior.

Estudos feitos pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, a Abecip, apontam que, em média, os brasileiros investem 35% do valor do imóvel como entrada e financiam os 65% restantes.

O financiamento bancário ainda gera muitas dúvidas até mesmo receios da capacidade da realização do sonho da casa própria.

O financiamento bancário é burocrático sim, mas nada que impossibilite esta conquista. Muito pelo contrário, tirando as principais dúvidas sobre financiamento bancário fica mais fácil tornar a compra do imóvel possível para milhares de brasileiros.

Se você tem outras dúvidas a respeito do financiamento imobiliário, deixe nos comentários e um de nossos especialistas terá prazer em esclarecer. Conte conosco para a realização desta conquista. Além disso, acesse nosso blog para mais.

Participe da discussão