5 passos para mobilizar obras em curto prazo

Mobilizar obras, profissionais, materiais e equipamentos é um grande desafio, principalmente quando o prazo de execução é curto e quando se envolve um grande projeto. O Grupo Rio Verde tem esse know how e pôde comprová-lo em vários casos recentes, realizados em regiões distintas do país.

Neste artigo, as experiências adquiridas durante mais de 35 anos de atuação da construtora foram condensadas em cinco tópicos, que resumem como é possível recrutar, treinar e integrar equipes, assim como provisionar materiais e equipamentos de forma eficiente para que as obras comecem e terminem com qualidade, segurança e no prazo contratual.

1 – Know How: o Grupo Rio Verde tem 35 anos de experiência em construção civil, tendo realizado projetos industriais, imobiliários e comerciais em vários estados do Brasil. Muitas empresas e profissionais conheceram a qualidade das obras executadas e atestaram de perto os desafios vencidos. Essa reputação, junto a um trabalho de prospecção proativa, ajuda a empresa a vencer concorrências, garantindo uma rotatividade de projetos que a permitem manter quadro de profissionais competentes, cadeia de fornecedores, materiais e equipamentos necessários para mobilizar uma obra de forma rápida, segura e eficiente.

2 – Planejamento Estratégico: A mobilização da obra começa na matriz do Grupo Rio Verde, em Campinas (SP), com o alinhamento entre os líderes das principais áreas de atendimento, como suprimentos, recursos humanos e segurança do trabalho. Juntos, eles identificam o quantitativo e os perfis dos profissionais mais adequados para a obra em questão. O gerente de obras é envolvido no processo na sequência e coordena o levantamento minucioso de tudo o que a obra precisará semanas antes do start oficial da construção.

3 – Capital Humano diferenciado: o Grupo Rio Verde mantém um quadro de profissionais-chave, especializados nas áreas denominadas como oficiais. É o caso de pedreiros, carpinteiros e soldadores. Além de especialistas, eles são flexíveis, a ponto de poderem ser deslocados para uma nova obra, em qualquer região do país, em poucos dias. Há ainda uma equipe de recrutamento atenta, que identifica rapidamente os cadastros de trabalhadores com os perfis desejados e os recruta.

4 – Cadeia de suprimentos organizada: Antes mesmo de começar a obra, os profissionais da construtora estabelecem negociações e pré-contratos com fornecedores locais de insumos como aço e concreto. Também são identificados pontos de apoio, como escritórios que podem ser mobilizados antes da construção do canteiro de obras definitivo. Em uma obra recente, o Grupo Rio Verde locou um coworking, por exemplo, e dele operacionalizou todo o departamento administrativo, além de realizar treinamentos e integrações de equipes até que o canteiro de obras definitiva ficasse pronto.

5 – Parcerias estratégicas: além de mão de obra e materiais, a construção precisa de equipamentos de qualidade. É por isso que o Grupo Rio Verde mantém uma gama de parceiros estratégicos, capazes de atender às demandas impostas de forma rápida e segura. A seleção criteriosa dos desses parceiros é primordial para que se tenha confiança de que a missão será cumprida. O Grupo Rio Verde fez a lição de casa e mantém parcerias de alta qualidade. A prova disso são os rentals (locadores de equipamentos), que atendem as demandas da empresa de Norte a Sul do Brasil. Pelo perfil regional, os rentals têm capacidade de suprir demandas mais rapidamente do que se a construtora mantiver equipamentos em pátio próprio e enviá-los para locais distantes a cada início (mobilização) e término (desmobilização) de uma obra.

Três importantes resorts em construção movimentam setor hoteleiro

O setor hoteleiro é uma grande aposta para o crescimento do consumo e da economia no país em 2019. Dentre as novidades do segmento, está uma nova demanda ocasionada pelas vendas de unidades compartilhadas, que oferecem uma ampla rede de serviços e comodidades. Os empreendimentos que estão sendo construídos pelo Grupo Rio Verde – Golden Gramado Laghetto Resort, em Gramado-RS e o Olímpia Park Resort e Solar das Águas Park Resort, em Olímpia-SP, possuem esse sistema de cotas imobiliária compartilhada, que consiste no proprietário pagar apenas pelo tempo de uso e evita o custo de um imóvel vazio. O resultado é uma alta taxa de ocupação, mantendo em harmonia todo o projeto idealizado.

Golden Gramado Laghetto Resort

O Golden Gramado Laghetto Resort é uma grande aposta e terá grandes diferenciais construtivos, que serão fundamentais para o sucesso do conceito de cotas imobiliárias compartilhadas. Com previsão de entrega para o final de setembro de 2020, estão em andamento a construção de 345 apartamentos na modalidade apart-hotel, distribuídos numa área de 31 mil metros quadrados, com completa infraestrutura de lazer e entretenimento, como piscinas aquecidas, hidromassagem, ambientes molhados com minibar e solarium, lounge com lareira, cinema/teatro, adega e pub com vista panorâmica, além de academia profissional completa.

 

Olímpia Park Resort

Já o Olímpia Park Resort aposta na quantidade de unidades e alta taxa de ocupação. Possui oito torres, totalizando 1.912 unidades de apartamentos e investimentos na ordem de R$ 900 milhões. O local estará totalmente pronto até julho de 2019, com a entrega de mais acomodações e um shopping com 10 lojas, dentre elas uma unidade da rede de fast food Burger King e duas salas de cinema que já estão em pleno funcionamento.
Outro empreendimento em Olímpia, Solar das Águas Park Resort estará pronto até novembro de 2020. A obra conta com um investimento de R$ 500 milhões. Desde a concepção, o foco do compartilhamento das unidades se faz presente em todas as etapas do projeto construtivo. Sendo o projeto idealizado para contemplar variados serviços de lazer e comodidade para as famílias.

Para Rafael Almeida, CEO do Grupo Natos, a parceria com o Grupo Rio Verde tem sido fundamental para o sucesso de suas operações em Olímpia-SP. “O Enjoy Olímpia Park Resort e o Solar das Águas Park Resort são dois empreendimentos hoteleiros de grande porte que, quando estiverem 100% operacionais, somarão quase 2 mil apartamentos e terão capacidade para receber até 10 mil turistas. Nossa relação com o Grupo Rio Verde sempre foi pautada pela transparência, pela ética, pelo profissionalismo e pelo compromisso com a sustentabilidade, valores que também compartilhamos e fomentamos entre nossos colaboradores e parceiros. Juntos, estamos construindo o mesmo sonho: o de transformar a estância turística de Olímpia na futura “Orlando brasileira’.

 

empresa de engenharia

Empresa de engenharia: como escolher a melhor?

O mercado da prestação de serviços está repleto de opções e saber como escolher a melhor empresa de engenharia garante que sua obra seja cumprida de acordo com as especificações definidas, com qualidade, dentro do prazo e do orçamento.

Uma escolha bem feita, portanto, é fator determinante para o sucesso da execução do projeto e gera, inclusive, alguns diferenciais para seu empreendimento.

Para ajudá-lo a escolher a melhor empresa de engenharia, confira as dicas a seguir.

 

  • 1. Verifique o portfólio da empresa de engenharia

É importante que a empresa de engenharia possua um portfólio de serviços alinhado com o escopo do seu empreendimento. Ao analisar os projetos já executados pela empresa, é importante observar os seguintes pontos:

  – Porte e tamanho das obras,

  – Segmentos de experiencia da empresa.

  – Complexidade das obras considerando os tipos de serviços executados.

Caso seu projeto esteja localizado em uma região muito específica é um diferencial se a construtora que você está avaliando já executou obras nesse mesmo local. Observe também os clientes atendidos e a recorrência de projetos com eles, pois isso demonstra o seu grau de satisfação e a credibilidade da construtora.

 

  • 2. Avalie o tempo e a experiência de mercado

Analise se a empresa de engenharia possui solidez e se já atravessou períodos de crises e se manteve ativa no mercado. Verifique o tempo de atuação no ramo de serviço e a quantidade de obras realizadas nesse período.

 

  • 3. Analise a capacidade técnica e de gestão da construtora

Para fazer a melhor escolha, é importante também analisar a experiência e capacitação dos profissionais envolvidos. A equipe técnica da empresa deve contar com uma diversidade de funções de engenharia e ser aliada no controle dos recursos e processos da obra.

É fundamental, ainda, ter atenção redobrada para analisar os indicadores e procedimentos adotados pela construtora, a fim de garantir os menores índices de acidentes de trabalho – para isso, tenha como parâmetro as taxas exigidas pela OIT (Organização Internacional do Trabalho).

Por fim, verifique quais são os procedimentos e modelos de gestão adotados pela empresa, assim como as ferramentas, os sistemas e os tipos de relatórios que são apresentados ao cliente para o acompanhamento e controle da obra.

 

  • 4. Procure referências da empreiteira

Como vimos, buscar informações no site da empresa e junto a alguns clientes já atendidos pela construtora pode trazer informações valiosas para orientar sua escolha. 

Para isso, também é válido ir até a sede da construtora que está sendo avaliada e visitar uma obra em andamento e algum projeto já finalizado para conhecer de perto a qualidade do serviço executado.

 

  • 5. Verifique documentações cadastrais e certificações

Outra ação importante é verificar as documentações fornecidas pela empresa, como, por exemplo, as certidões negativas. Também é importante analisar o balanço financeiro, observando o faturamento dos últimos anos.

Verifique também as certificações que porventura a construtora tenha, pois elas darão uma segurança maior em todo o processo de construção da sua obra. É o caso, por exemplo, da ISO 9001, que certifica o Sistema de Gestão da Qualidade da empresa. Existe também a OHSAS 18001, que identifica e gerencia os riscos e perigos à saúde e à segurança ocupacional. E, ainda, caso sua empresa deseje obter a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), que garante a sustentabilidade da construção, é muito importante analisar se a construtora que você irá contratar possui os requisitos básicos que darão suporte para a obtenção dessa certificação.

Você ficou com alguma dúvida sobre como escolher uma empresa de engenharia para executar a sua obra? Então entre em contato com um de nossos especialistas e acesse o nosso blog!

maior túnel de vento

Maior túnel de vento da América Latina: planta é inaugurada

Obra com capacidade para revisar os motores mais avançados do mundo é inaugurada pelo Grupo Rio Verde para GE Celma. A cidade carioca de Três Rios, no Centro-Sul Fluminense, agora conta com uma das maiores instalações de testes de motores aeronáuticos da América Latina, que possui o maior túnel de vento da América Latina.

Com investimento de US$ 50 milhões para construção da nova unidade da GE Celma, o banco de provas da companhia transforma o Rio de Janeiro em um polo para a aviação. O Grupo Rio Verde, responsável pela obra do maior túnel de vento, entregou a planta para a empresa no final do mês de agosto.

As estimativas da GE Celma apontam que esse banco de testes para motores de última geração vai proporcionar um crescimento de 20% nos próximos quatro anos, com o diferencial de capacidade para revisar o motor do Boeing 787, o mais avançado do mundo.

A GE Celma é uma das principais unidades de revisão e manutenção de motores aeronáuticos da GE Aviation no mundo. Localizada em Petrópolis (RJ), superou US$ 2 bilhões de faturamento em 2017 e ganhou destaque de exportação no Brasil.

A unidade Celma completou 67 anos em 2018 e conta com aproximadamente 1.700 funcionários diretos e 500 indiretos, sendo a maior parte deles residentes próximos da fábrica – fazendo com que a GE Celma tenha forte influência na economia do município de Petrópolis.

Além disso, o banco de provas de motores está implantado em um terreno de 250 mil metros quadrados e a nova unidade tem capacidade para revisar cerca de 700 motores aeronáuticos por ano.

Veja, também, o artigo sobre a nossa diversificação de atividades e conquista da 18ª posição no ranking das maiores construtoras do país. Clique aqui para conferir, depois conte para gente o que achou.